Por que fazer exames auditivos de rotina?

Gosto muito desse tema particularmente devido a experiência com as crianças em consultório, acredito que fazer exames de rotina e ter orientação auditiva deveria ser comum.

Percebo que as famílias esperam ansiosos pela primeira palavra de seus filhos, mas não sabem que ela está ligada ao bom desempenho da audição.

Recebo frequentemente crianças com atraso na fala com 2 anos e 6 meses ou crianças com 4 anos que não falam alguns fonemas. Vamos procurar as causas e encontramos que a criança teve infecções de garganta de recorrência, teve inflamação de ouvido de recorrência e em nenhum momento a mãe sabia que teria como sequela uma alteração de fala.

Ora a fala, depende dentre outros fatores, da audição. Já ouviram o termo surdo-mudo? Provavelmente ele só é surdo e a mudez foi em decorrência da falta de estímulos auditivos.

Então, por que não considerar que doenças que afetem o sistema respiratório, acometem o sistema auditivo e nem sempre a criança relata dor ou tem febre e mesmo assim o ouvido está tampado. Com aquela sensação quando estamos em um avião. O ouvido tampado semana sim e semana não. Como a criança irá escutar as palavras corretamente, as palavras por inteiro e irá aprender a pronunciá-las?

A dica que eu deixo para as famílias, se o seu filho apresenta quadro de resfriado, toma muito antibiótico por causa da garganta, tá sempre com o nariz escorrendo, observe a fala, a progressão da aquisição da fala.

Eu sempre costumo dizer para as mães em meu consultório, as crianças tem degraus para subir, esse é o desenvolvimento normal. Se a criança demora muito para passar para o próximo degrau, isso deve chamar a sua atenção. Por isso eu escrevi um outro post que trata do desenvolvimento normal da fala. Observem que temos que adquirir determinados sons em determinada idade. Saiba mais em https://totalfono.com/site/2018/09/26/desenvolvimento-linguistico-da-crianca/

Observem o desenvolvimento dos seus filhos e procure um otorrinolaringologista para melhor avaliar o sistema auditivo.

Compartilhe com quem você mais gosta:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Veja as últimas postagens do nosso Blog